Planos para o Natal?!

Olá, amores. Como vão vocês?

A minha época preferida do ano se aproxima e claro que a programação do blog vai ser super especial nessa época. Esse post é para explicar como vai ser dividido o conteúdo esse ano.

Ano passado, eu fiz um post por dia, todos com tema de Natal, e chamei de blogmas, expressão já usada por blogueiras gringas. Teve de tudo, dicas de decoração, presentes, receitas, looks, muito conteúdo que eu ainda acho que seria válido para esse ano, então pode ir conferir o especial de natal de 2016.

Para 2017, eu queria fazer algo diferente. Primeiro porque não sei se teria criatividade o suficiente para fazer um post por dia novamente e também não queria que ficasse repetitivo. Então vamos ter os três posts por semana normais, com resenhas, lançamentos, dicas, as conversas que vocês já conhecem. Mas os outros dois dias úteis da semana vão ser para falarmos sobre o natal.

Separei uma tag para responder e dicas atuais para as festas de final do ano. Então, serão três posts normais e dois posts de natal durante todo o mês de dezembro. Captaram? Anotem no calendário, em um post-it, só não esqueçam de vir visitar o blog todo os dias, ta?!

Se vocês quiserem algum tipo de conteúdo específico, é só colocar aqui nos comentários. Amo atender os pedidos de vocês!

Anúncios

Diário #5: viagem para Fortaleza

28, 29, 30 de Junho e 1º de Julho de 2017

Eu já havia visitado Fortaleza antes, mas dessa vez foi especial por vários motivos, a começar pelas pessoas. Fui para lá com o propósito de participar de um congresso de comunicação que estava acontecendo, então muitas pessoas da minha turma e alguns professores também foram. Esse foi um grande diferencial da viagem: a companhia e a tiração de onda.

Eu e mais cinco meninas conseguimos alugar um apartamento super chique na beira mar por um preço muito legal; era enorme, tinha uma segurança muito boa e era super coisa de gente ryca e phyna, então tive que fingir costume diariamente. Também visitamos a Praia do Futuro em um dia mais livre do congresso e foi incrível, pois era uma área mais separada da praia, que tinha uma recepção incrível e comidas maravilhosas.

Fizemos massagem na praia, comemos muito, passeamos na orla, tomamos muito sorvete e fomos dormir super tarde falando besteira e fazendo palhaçada uma com a cara da outra. Eu sou o tipo de pessoa que não me dou muito bem com rotinas, mas amei acordar todo dia com as meninas e tirar uma a uma da cama, tirando onda com o mal humor matinal.

O congresso em si também foi uma experiência maravilhosa. Apresentei uma oficina e um artigo e pude ver o potencial que a profissão tem como agente modificador da sociedade. Os outros projetos que vi eram incríveis e é muito legal ver outras pessoas pelo nordeste se esforçando para praticar um jornalismo consciente e responsável.

No momento em que nossa profissão se encontra, é justamente de encontros assim que precisamos. Inspira muito ver pessoas interessadas em entender coisas novas, buscando se aprimorar na profissão. É muito interessante também ver os diversos encaminhamentos dentro da área, tem tanta opção e possibilidade que às vezes a gente nem se toca.

Como um professor meu disse, às vezes mais importante do que o próprio evento, é o relacionamento nutrido entre alunos e professores. E foi tudo isso e muito mais; voltei no domingo e já fiquei com saudades de encontrar a galera na beira mar, mesmo que eu os veja aqui sempre e Recife também tenha beira mar.

Foi uma experiência diferente, daquelas que a gente esquece tudo no curso, mas não deixa essa lembraça de lado nunca. Ano que vem tem mais e espero poder ir com tanta companhia boa assim!

Dicas para quem quer começar um blog

Oi, amores! Tudo bom?

Antes de começar um blog, eu tinha muitas dúvidas sobre como seria. Pensando nisso, resolvi fazer um post falando sobre algumas coisas que podem te ajudar e dicas do que fazer antes mesmo de colocar sua página no ar. Tudo isso veio por experiência própria e eu diria que a melhor forma de aprender é tentando, então se joga!

Verifique se o domínio já não existe:

Quando pensamos em um nome para o nosso blog, é importante verificar se esse nome já não existe em algum lugar. Verifique no Google e diretamente nas redes sociais se não há algo muito parecido ou até igual ao nome que você queria. Se você quer colocar seu nome como título do blog, também verifique se você não tem uma xará por aí que tenha comprado o domínio e criado uma marca usando o mesmo nome.

Ao criar o blog, aprenda em como mexer na ferramenta antes de lançá-lo:

Eu fiquei em dúvida entre o WordPress e o Blogger antes de criar esse blog, mas como tinha um pouco mais de conhecimento sobre o WordPress, acabou que ele venceu. Então passei quase dois meses escolhendo as cores, as fontes, criando as páginas, tags e montando a página principal. Busquei aprender o máximo sobre as opções oferecidas pelo WordPress para não ter problemas na hora de fazer as postagens e compartilhar o conteúdo.

Esteja sempre um mês à frente:

Quando comecei a criar o blog, planejei mais de um mês de postagens para garantir que teria conteúdo suficiente para mantê-lo. Isso foi muito bom porque eu conseguia ficar mais livre em semanas de prova, por exemplo, porque o conteúdo já estava pronto. Em um ano e meio de blog, nunca perdi nenhum dia de postagem. Mantenho tudo organizado, faço calendário de postagens, e hoje tenho um dia da semana reservado para preparar os posts.

Mais importante do que saber demais, é aprender no processo:

Eu diria que 70% do que eu sei hoje sobre como manter um blog bem atualizado, com conteúdo variado, eu aprendi fazendo. A questão do que fica melhor, a melhor forma de falar, a melhor foto, tudo veio durante o processo. Não adianta querer ser expert antes de começar, pois vai ser apenas um atraso e, provavelmente, vai envolver muita frustração. Cada caso é um caso, e você precisa entender o seu para saber a melhor abordagem.

Saiba seu diferencial e parta dele:

Não há como negar que o que não falta na internet hoje em dia é blog. Todo mundo anda falando sobre tudo na internet, então você precisa ter muita consciência de como você vai ser diferente dos outros. Além disso, é importante ter seu próprio estilo; não imite ninguém, não tente fazer igual só porque deu certo para outra pessoa. Busque inspiração e encontre sua forma de se expressar para que seu conteúdo tenha sua cara.

Um dia de cada vez:

Quando eu lancei o blog, tinha dia que ele não recebia nenhum acesso, então tenha consciência de que você vai crescer aos pouquinhos, conforme as pessoas passarem a ter seu blog como referência para algo. Provavelmente você não vai passar a ter centenas de acesso da noite pro dia, o que é muito bom, porque aos poucos é possível aprender o que as pessoas mais acessam, quais são os dias que elas mais interagem, etc.

Não há uma fórmula de como essa coisa de blog funciona, é tentativa e erro mesmo. A grande maioria das blogueiras famosas começaram pequeno e não há nada mais satisfatório do que ver seu fluxo de leitores crescendo naturalmente e seus seguidores cada vez mais presentes. Respire, vá com calma, e deixe sua alma falar por você. Vai dar tudo certo!

Conversa: rotina enlouquecedora

Oi, amores! Como vão?

Preciso confessar pra vocês que as últimas duas semanas não foram nada fáceis. Pensei mais de uma vez em perder um dia de postagem porque a rotina simplesmente não permitia que eu parasse e sentasse para produzir algo legal para vocês. Com muito suor, consegui fazer tudo que deveria fazer, mas o estresse com certeza consumiu muito do meu tempo.

Tive minha semana de provas da faculdade logo após a semana do meu aniversário. Como faço curso de jornalismo, temos muitos trabalhos para entregar, além das provas escritas normais. Realmente chegou uma hora que eu achei que não ia dar conta de estágio, faculdade e blog, mas é com muita felicidade que eu hoje digo a vocês que deu tudo certo – fiz todas as provas e trabalhos sem perder nenhum dia de postagens [pausa para palmas].

Pode parecer muita besteira, mas todas as vezes em que eu pensei em deixar passar um dia de postagem, ficava triste. Produzir aqui para o blog é uma coisa que eu amo fazer e, assim como minha faculdade, ele também é uma prioridade na minha vida. Sentia como se tivesse falhando todas as vezes que vi o tempo apertar, então imagine minha agonia durante essa semana.

Mesmo tendo postado três vezes por semana como normalmente faço, o instagram do blog sofreu um pouco. Cheguei a 2,000 seguidores um pouco antes do meu aniversário e me senti muito realizada, nunca pensei que isso se tornaria uma realidade. Mas uma coisa que não queria era que o instagram apenas espelhasse o conteúdo do blog, queria produzir conteúdo próprio para esse tipo de mídia, mas não consegui muito sucesso nesse quesito.

Porém, acredito que, quem acompanha o instagram, deve ter visto meu sofrimento diário correndo por aí e afogada em livros e textos todas as noites. Com essa loucura e sobrecarga, pude realmente saber a importância que esse blog tem para mim, soube o que ele realmente significa. Estou muito feliz de ainda poder dizer que, em quase um ano e meio, o Conversas de Penteadeira nunca perdeu um dia de postagens. Agora vamos seguir a meta de chegar a dois anos assim e continuar.

Mas pequenos sacrifícios vem seguidos de pequenas recompensas! Essa semana só tive aula em um dia (ontem) e estou livre para voar o resto da semana!!! Isso significa que vou me esforçar para conseguir adiantar conteúdo para o blog e focar em algo diferenciado para o instagram. Não deixem de seguir lá (@conversasdepenteadeira) e comentar o que acham dos posts exclusivos.

Lembrem-se que, não importa quantas montanhas de coisas vocês tenham para fazer, o tempo vai passar e você vai conseguir tudo dentro das suas possibilidades. No final, tudo dará certo. ❤

Diário #1: lançamento de A Bela e A Fera


Dia 16 de Março de 2017

Não sei quantas vezes já falei desse filme aqui, mas sei que foram muitas. Desde pequena eu lembro de assistir A Bela e A Fera e amar muito a história. Eu tinha uma coleção de livros das princesas e cada um vinha com um CD com uma pessoa lendo a história e, claro, que essa era minha preferida. Eu sempre admirei muito a Bela, a forma como ela não tinha medo de ser diferente, como ela fazia o que queria mesmo com as outras pessoas olhando torto e como ela enxerga as coisas além dos limites que colocam na gente.

Cresci amando a Bela, mesmo quando a gente chega naquela época de adolescente que a gente não quer nem saber de “coisas de criança”. De uma forma ou de outra, passei a gostar ainda mais a história depois de crescida, pois tomei consciência da mensagem que a Bela passa. Então imagine minha situação quando eu descobri que a Disney estava planejando uma versão de live-action desse filme.

Eu já tinha assistido Cinderela e amado muito a versão nova, principalmente por causa do elenco maravilhoso que compôs o filme. Fiquei super animada pra ver quem seria escalado para a adaptação de A Bela e A Fera e, principalmente, quem seria a Bela. Minha gente, eu quase MORRO de felicidade quando anunciaram que seria a Emma Watson. CLARO QUE EU TAMBÉM AMO HARRY POTTER, cresci assistindo os filmes e li os livros na minha adolescência, então a Emma era um super ícone pra mim.

E então a Fera foi anunciado e eu não acreditei também, pois acompanhava Downton Abbey há mais de um ano e já AMAVA o Dan Stevens. Achando pouco, eles continuaram com Josh Gad e Luke Evans que são versões vivas do LaFeu e do Gaston, também tem Patrick Stewart e Emma Thompson, atores incríveis. Eu sabia que não tinha como dar errado com uma LAPA de elenco desse.

E eu acompanhei tudo gente, desde o anúncio de que iria ser feito até a escolha de elenco, diretor. compositor, data de lançamento, escolha das faixas de música, primeiros dias de gravação, últimos dias de gravação, turnê de divulgação e FINALMENTE o lançamento. Esse processo todo demorou uns dois anos – e custou muitas lágrimas de emoção porque eu sou besta sim e não tenho vergonha.

Agora imagine o estado de espírito que eu estava ao FINALMENTE poder ir assistir esse filme, pelo amor de Deus. Foi muita emoção, muita felicidade, uma realização de criança, uma sensação de realizar um sonho antigo. E o filme foi lindo, melhor do que o original, músicas maravilhosas, efeitos que fizeram história e a mensagem final ficou ainda mais forte nesse filme: a Bela salva todo mundo do vilarejo por ser do jeito que ela, independente de as pessoas a considerarem muito estranha.

Diferente de muitos outros contos de princesa, a Bela é uma menina independente, que conseguiria ser feliz independente das circunstâncias por ser tão verdadeira consigo mesma e com os outros. Ela não precisava da Fera para nada, mas a Fera precisava muito da Bela e ela ajudou por ser tão generosa e desprendida ao que o limita: sua aparência assustadora e rancor acumulado.

Para todas as crianças que não pegaram a época dos contos da Disney em 2D, essa versão vai ser perfeita para elas entenderem a moral da história e ainda poderem acompanhar a Bela da vida real que é a linda da Emma Watson. Até hoje me arrependo de não ter tirado uma foto com a Bela no parque da Disney e, depois desse filme, fiquei ainda mais bolada. Mas um dia volto lá e vou ficar na fila pra falar com ela com muito orgulho.

Conversa: rotina de volta às aulas

as-ferias-1

Olá, amores! Tudo bom?

Pois é, tudo que é bom chega ao fim, né não?! Depois de pouco mais de dois meses de férias, minhas aulas voltam hoje, dia 13. Eu queria mais duas semanas (porque não voltar depois do carnaval?), mas querer não é poder. Eu gosto muito do meu curso, sinto falta das piadas do dia a dia com o grupinhos de amigos, mas não sinto nem um pouco de saudades da loucura de aulas, trabalhos e provas.

Semestre passado não foi dos mais tranquilos. Realmente o período fez jus ao nome que recebeu dos alunos: “o quinto dos infernos”. Quando penso sobre a bagunça que foi, acredito que não tem como esse semestre ser igual ou até pior – mas é aquela coisa, não dá pra duvidar porque tudo que está ruim poder piorar (até rimou). Porém, as cadeiras desse semestre parecem muito mais interessantes do que as do período passado.

Sobre as férias, ainda não sei ao certo se aproveitei bem. O grande problema é que sempre que estou de férias, fico me sentindo inútil por não fazer nada – e sei que não sou só eu que sinto isso, é um sentimento comum entre meus colegas de turma. É aquela sensação triste de que estou desperdiçando minha vida. Mas acho que dessa vez consegui me desprender um pouco disso. Não saí muito nem fiz nada muito especial, mas também não fiquei me torturando por passar horas assistindo vídeo inútil no youtube. Também me permiti olhar para o teto e ficar pensando em besteira, planejando e sonhando.

Por causa disso, me sinto muito mais descansada para o começo desse semestre, mesmo eu trabalhando normalmente durante esses dois meses. Me permiti ser “inútil” porque merecia compensar pelo volume desumano enorme de coisas que produzi do começo de agosto ao começo de dezembro e sei que logo o volume de trabalhos desse semestre vai se tornar uma loucura. Nessas férias eu me convenci de que não há nada de errado em desperdiçar tempo – faz até bem.

Seguindo essa lógica, diria que aproveitei as férias para descansar a mente – passeei um pouco, fiz umas coisinhas diferentes, arrumei meu quarto, fiz uns planos para o resto do ano, aprendi a letra de umas música, assisti vários filmes e muitas séries. Nada muito útil, mas acho que igualmente importante.

Para quem ainda está de férias: aproveite do seu jeito. Para quem já está sob uma pilha de livros e trabalhos: tenha um excelente semestre! ❤

Blogmas dia 16: roupas para a noite e a manhã de Natal

Olá, amores! Tudo bem?

É uma piada recorrente aquela do “comprar roupa nova para sentar no sofá e mexer no celular” no Natal, né? Mas na minha opinião, uma roupa nova e “temática” faz toda diferença na hora de entrar no clima da festa. Eu sempre gostei de ter uma roupa nova para usar. Ontem eu mostrei pra vocês algumas dicas de roupas mais em conta para você festejarem e agora queria mostrar as minhas escolhas. Apesar da roupa que eu vou usar esse ano não ser nova, eu acho que seria uma boa mostrar como poucas peças simples podem fazer toda a diferença. Vale lembrar que minha intenção não é indicar uma roupa específica ou uma marca, mas sim a ideia.

img_6668
Foto: Evelyne Valgueiro
img_6682
Foto: Evelyne Valgueiro

Esse vestido pra mim grita “ajudante de papai noel”. Ele é bem confortável e o modelo dele é super menininha, eu adoro. Ele já vem com esse cinto preto; adicionando alguns acessórios dourados e um gorrinho ou diadema de rena dá finalizar um look legal e bem Natal.

img_6849
Foto: Evelyne Valgueiro

Para a manhã de Natal, o ideal é se sentir confortável. Se você puder ficar de pijama o dia inteiro, melhor ainda. O conjuntinho que eu escolhi pode passar por pijama ou como conjuntinho casual sem problemas. Abrir presentes nunca foi tão temático!

Blogmas dia 10: indicação de filmes natalinos

Olá, amores! Como vão?

Entre as muitas tradições de Natal, assistir filmes nessa temática está bem lá no alto da lista. Quem não lembra dos clássicos como Esqueceram de Mim, Edward Mãos de Tesoura e O Grinch? Filmes assim tem mesmo o espírito natalino. Ver a neve caindo, as casas decoradas, as árvores e os presentes. Dá um sentimento todo especial, não é?! Pois eu vim indicar para vocês alguns filmes que todo mundo conhece, mas que às vezes são esquecidos por aqui.

Imagem: planetalan.com.br

Escrito Nas Estrelas (Serendipity): Eu lembro de assistir esse filme quando eu era bem novinha e achar chato, pois ele é um romance bem lento. Ele começa e termina na época de Natal em Nova York, então imagine a cidade toda ilumina, patinação no gelo, chocolate quente e a neve caindo; bem cenário típico americano. É uma delícia de ver. O filme conta a história de um rapaz e uma moça que se encontram ao acaso (e a isso é dado o nome de serendipity), mas depois se desencontram para “brincar” com o destino. É um filme romântico e leve, bom para assistir com alguém especial ou com várias amigas que você sabe que tem o coração mole.

Imagem: mercadolivre.com.br

Um Duende em Nova York (Elf): Esse filme é, na minha opinião, um dos mais natalinos entre a grande seleção que existe. Ele conta a história de Buddy, um humano que cresce acreditando que é um elfo ajudante de papai noel. Buddy aprende todos os costumes dos elfos, trabalhando na fabricação de brinquedos e morando com os outros elfos. Quando Buddy descobre que é um humano, ele vai a Nova York atrás de seu pai verdadeiro. É muito divertido ver a inocência dele vencer em meio a toda maldade humana; Buddy ensina a todos ao redor dele o que é o verdadeiro espírito de Natal. Esse filme é bem leve e engraçadinho, bom para assistir no dia 24 ou na manhã do dia 25.

Imagem: venturafilmes.wordpress.com

Harry Potter e a Câmara Secreta: Achou estranho ver esse filme aqui na lista? Bem, ele tem mais uma veia sentimental do que natalina. Esse filme é um dos poucos que mostra os bruxinhos celebrando o Natal e Natal com magia de verdade é bem diferente, não é? A cena do Harry e o Rony abrindo os presentes na manhã de Natal é uma lembrança muito forte da minha infância, então achei que deveria entrar na lista. Sem falar que é uma boa desculpa para reunir amigos, não é?

Imagem: redbookmag.com

Friends: Sim, eu sei que não é um filme, mas tive que roubar um pouquinho. Os episódios de Natal de Friends são clássicos! Todos tem o verdadeiro espírito natalino e trazem a ideia de celebrar com as pessoas que são mais especiais para você, não importa se há relação de sangue entre vocês ou não. Por isso, acho que colocar um episódio desses de manhã cedinho no dia 25 é uma ótima forma de começar o dia, principalmente por ser uma comédia. Com a exceção da 2ª e 8ª temporada, o episódio de Natal é o 10º em todas as outras temporadas. Na segunda e oitava temporadas, o episódio de Natal é o 9º.

Todos os filmes e a série da lista estão disponíveis no Netflix! Faça um chocolate quente (vai ter receita aqui em breve) e aproveite o clima natalino!

Blogmas dia 3: músicas clássicas de Natal + playlist

img_20161120_145742

Olá, amores! Como vão?

Uma das minhas coisas preferidas do Natal são as músicas. Eu gosto tanto que vivo escutando fora de época. Eu amo a letra, a mensagem das músicas, o ritmo mais animado ou mais calmo que passa aquela sensação de paz. Eu sei muitas dessas músicas decoradas e fico cantando aqui e ali enquanto decoro a casa; ou até mesmo na loja quando estou escolhendo os enfeites, sem medo de me olharem estranho.

Muitas das músicas de Natal que escutamos são muito, muito antigas. Todo mundo já deve ter ouvido a clássica “Noite Feliz”. Mas você sabia que essa música foi composta na Áustria em 1818? E você sabia que ela na verdade foi traduzida de “Silent Night” (Noite Silenciosa) para “Noite Feliz”? Essa música é considerada uma das mais populares do Natal e já foi interpretada por dezenas de artistas, até os mais contemporâneos.

Pois é, é possível encontrar diversas versões dessa e várias outras músicas de Natal. Por isso, eu quis deixar aqui para vocês alguns CDs com músicas de Natal e ainda uma playlist com minhas versões preferidas. Assim, você pode escutar enquanto decora sua casa ou na própria noite da véspera de Natal, durante a ceia.

 Qual é sua música preferida? Deixa aqui nos comentários.

Blogmas dia 2: decoração da árvore de Natal

img_6689
Foto: Evelyne Valgueiro

Olá, amores! Tudo bom?

Uma das coisas mais marcantes no Natal são as árvores, não é?! Eu sempre observo como as pessoas montam suas árvores e como elas decoram suas casas. Um dos meus vídeos preferidos no youtube nessa época do ano é justamente as comprinhas de natal que as pessoas fazem; e logo em seguida eu gosto de vê-las montando a árvore.

Então eu quero mostrar para vocês como eu montei a árvore aqui de casa.

Por muitos anos, tivemos uma árvore de galhos verdes. Lembro de montá-la desde criança; não lembro de nenhuma outra antes dela. Porém, como era de se esperar, ela não aguentou as mudanças climáticas e de endereço, então acabou quebrando. Por um tempo usamos um pinheiro de verdade, sabe? Daqueles que a gente vê em filme americano; mas como ele ficava do lado de fora da casa, as decorações iam se deteriorando muito rapidamente por causa do sol e chuva diários.

img_6811
Foto: Evelyne Valgueiro

Finalmente, compramos a árvore que usamos hoje. Eu não sei bem o que foi, mas eu e minha mãe meio que concordamos em comprar uma árvore de galhos brancos. Ninguém questionou, ninguém pensou em outra. Compramos decorações vermelhas e douradas, cores clássicas, pisca pisca branco também, e nos últimos três natais usamos ela. Eu acho ela muito elegante, sóbria e ao mesmo tempo chama atenção por não ser tão comum.

img_6827
Foto: Evelyne Valgueiro

Para a decoração, escolhemos vermelho e dourado com toques de marrom aqui e ali, bem clássico de natal mesmo. Dessa forma, a árvore fica super natalina e, por ser branca, dá muito destaque aos enfeites e o brilho deles. O pisca pisca também fica super em evidência, mesmo não sendo colorido.

img_6680
Foto: Evelyne Valgueiro

Algumas pessoas preferem árvores minimalistas ou com um ar mais modernizado, com enfeites metalizados e de vidro, mas eu gosto mais dessa coisa bem natalina e clássica mesmo, que o chão e as mãos ficam cheias de glitter e a folhinhas vão soltando no chão.

E você? Como gosta da sua árvore?

img_6671
Foto: Evelyne Valgueiro