Dois anos do Conversas de Penteadeira!

Foto: Malu Didier

Esse é exatamente o post número 300 aqui no blog e não tinha como ser mais apropriado que logo hoje estamos comemorando dois anos do nascimento do Conversas de Penteadeira! Parece que foi ontem que eu estava pensando se deveria ou não criar esse espaço e agora aqui estamos, crescendo mais a cada dia.

Confesso que, quando lancei o blog, achei que só duraria um ou dois meses. Manter um blog não é fácil nem para qualquer um, requer uma disciplina, envolvimento e esforço que eu não imaginava quando comecei. Não me arrependo por um segundo, mesmo me sentindo frustrada às vezes.

Ultimamente, o número de acessos aqui do blog tem crescido de forma que eu não consigo nem entender muito bem, principalmente porque o instagram não tem ajudado ninguém nesse quesito. O rendimento por lá tem caído, mas alguns leitores ainda são muito fieis, então ao invés de o acesso do blog cair também, ele tem crescido, principalmente nessa última semana; os números foram recordes.

Eu só tenho a agradecer a todo mundo que tem acompanhado essa jornada e tem visto esse espaço crescer sem deixar para trás. Eu continuo amando maquiagem, hoje ainda mais do que no dia em que criei o Conversas de Penteadeira, continuo amando criar conteúdo e me informar sobre essa área. É realmente um espaço no qual eu me sinto bem e encontrei uma vocação.

Às vezes coisas como dinheiro e tempo atrapalham um pouco, é verdade. Desde o começo desse ano penso em contratar alguém para mudar o layout da página, mas isso – mais a compra da versão prime do WordPress – custam bastante dinheiro, então sigo com esse sonho de melhorar esse espaço da forma como posso, usando outras ferramentas e tentando incrementar no conteúdo.

O desafio desse ano foi mudar de dois posts por semana para três, o que foi um pouco difícil em certos momentos, mas que no final tem dado certo e acho que é um ritmo muito melhor para a quantidade de conteúdo pelo mundo. Não esqueçam que eu amo sempre receber o feedback de vocês, amo escutar suas opiniões e pedidos. A sessão de comentários e minhas DMs estão sempre abertas, então nem hesitem na hora de vir falar comigo.

Se pudesse, agradeceria pessoalmente cada pessoa que passa um tempinho aqui, mas como não posso, espero que vocês sintam minha gratidão e amor por estarem aqui. E que venha mais um ano!

Anúncios

Brinde de aniversário da Sephora: resenha do kit de hidratação facial da Caudalíe

Oi, amores! Como vão?

Para quem não sabe, a Sephora manda um brinde para os aniversariantes que fizeram compras no site 15 dias antes ou 15 depois do seu aniversário. É possível colocar o brinde na sacola na hora da compra e, dessa vez, a opção era um kit com produtos para a pele de Caudalíe, uma marca francesa super chique e muito querida na comunidade de beleza.

Ano passado, o brinde era um kit da Nars com duas cores do batom em lápis da marca, em miniaturas. Eu achei muito legal, pois esses batons são muito comentados, mas muito caros. Depois, ele colocaram um kit da Marc Jacobs, que vem uma miniatura de batom e uma miniatura de lápis de olhos preto. Achei o conjuntinho lindo e queria muito poder testar, mas antes de chegar meu aniversário novamente, ele trocaram pela dupla da Caudalíe.

Não se engane, eu amei poder testar os produtos dessa marca. Já tinha ouvido falar super bem da marca e ela é, também, uma marca de luxo. Os dois produtos que eles mandaram são para o rosto: é um hidratante para pele sensíveis e um sérum anti-manchas. A questão é que produtos de tratamento para a pele devem ser usados com certa regularidade, o que não é o caso de produtos de maquiagem.

Eu ainda tenho os dois batons da Nars e eles não estão nem perto de acabar, mas o hidratante da Caudalíe está a um dedo de dizer adeus. O tamanho dele é MUITO bom para testar bem e ter uma ideia completa de qual é o efeito dele, mas acaba logo. “Ah, mas aí você já sabe que gostou, pode comprar o tamanho normal”. Infelizmente, o preço dessa marca é bem puxado. O hidratante custa R$ 169 e vem apenas 40ml, enquanto o sérum, de 30ml, custa R$ 359. DÓI NA MINHA ALMA ISSO. Só pagando em 10 prestações mesmo, gente.

Mas falando sobre os produtos em si e o que eu achei agora: o hidratante tem uma textura um pouco mais grossinha e promete acalmar pele irritada. Sobre isso, eu posso atestar que ele realmente cumpre. Minha bochecha direita sofre um pouco com acne e, logo que aparece uma, ela fica avermelhada e dolorida. Eu percebi que, meia hora depois de aplicar o hidratante, minha pele já fica com uma aparência bem menos irritada.

Já o sérum diz que diminui manchas, unifica o tom de pele, ilumina a pele e é oil-free. Eu posso dizer que minha pele fica sim com um viço mais saudável, uma aparência de pele bem cuidada e naturalmente iluminada. Quanto a proposta de diminuir manchas e unificar o tom da pele eu não posso falar muito, pois essas duas coisas são decorrentes de uso a longo prazo e eu só ganhei esse kit há duas semanas.

Em linhas gerais, eu achei os dois muito bons e queria sim poder comprar as versões maiores para incrementar nos meus cuidados, mas pelo preço que eu vi aqui no Brasil, acho que não dá. O negócio é esperar algum familiar viajar, pois com os preços do exterior o hidratante sai por R$ 72 e o sérum por R$ 146 – é uma diferença tremenda, não é?!

Alguém aí também recebeu esse kit de aniversário? O que achou? Deixa aqui nos comentários.

Novo na penteadeira: presentes desejo da MAC

Olá, amores! Como vão?!

Não sei se vocês viram no instagram, mas fiz um unboxing cheio de amor de uma caixinha da MAC que chegou aqui em casa. Eu só compro coisa na MAC uma vez por ano, no meu aniversário ou no ano novo, pois o preço não é dos mais amigáveis, mas com cuidado dá pra chegar lá. Esse ano pude fazer uma compra um pouco maior e fiquei muito feliz com isso, pois é uma realização pessoal muito grande.

Há uns dois anos descobri a beleza do batom Velvet Teddy. Não me lembro onde vi pela primeira vez, mas foi bem na época em que a Kylie Jenner usava e aí todo mundo começou a correr atrás e ele simplesmente sumiu das lojas. Ele foi o primeiro batom da Mac que eu fui na loja para comprar, mas como não tinha, saí com o Viva Glam II, que eu também amo de paixão.

Porém, eu FINALMENTE consegui comprar o Velvet Teddy. E o que é mais legal: foi em uma embalagem especial da linha Shadescents. Fiquei super contente de encontrar o batom disponível no site e nem pensei duas vezes, mas não quis comprar só ele. Há algum tempo também andava olhando os lápis para contorno labial da marca. Já ouvi muitos elogios a respeito deles e escolhi uma cor nude que acredito que combina muito bem com o batom.

Foi aí que, mexendo no site, eu encontrei a sessão “Goodbye” da Mac, onde eles colocam produtos que são edição limitada, mas que ainda não esgotaram, mesmo com o período da coleção tendo acabado. Nessa parte eu encontrei o batom maravilho da coleção da Charlotte Olympia, o Leading Lady Red. Eu assisti com detalhes toda a euforia com o lançamento dessa linha, mas não pude comprar nada.

Acontece que dois batons da linha estavam por R$ 45 e eu nem pensei duas vezes; um produto edição limitada, com embalagem colecionável, da Charlotte Olympia pra Mac, um tom vermelho fechado e ainda em promoção. Sério gente, tinha como deixar passar?!

Também adorei que cada produto deu direito a uma amostra grátis. Escolhi uma amostra de 5 ml do perfume criado inspirado no batom Velvet Teddy, o querido Strobe Cream Hidratante – que em breve vai ganhar irmãos de cores diferentes – e uma miniatura da Lash Dimension. As amostras tem um tamanho generoso, dá para saber se o produto é realmente bom antes de ele acabar. Estou animada para testar todos!

Mais um ano de muita realização se passou e com ele se foi mais essa. Espero que venham muito mais caixinhas assim!

Conversa: aniversário de 22 anos

Hello, amores! Tudo bem?

Esse é o segundo post de aniversário que eu faço aqui no blog! O tempo passou tão rápido e tanta coisa aconteceu que é até um pouco estranho tentar lembrar de como era tudo há um ano atrás. Um ano pode parecer pouca coisa, mas muita coisa acontece e a gente acaba crescendo nesse meio termo. Amanhã vou fazer 22 anos (to me sentido velha que só, socorro) e queria vir falar para vocês como foi esse último ano e quais são as expectativas para o que está por vir.

Antes de vir escrever esse post, fui lá ler o que eu escrevi pro meu aniversário de 21 anos e, gente, parece que foi há três vidas que escrevi aquilo. Muita coisa mudou, mas o que eu disse ainda é verdade: o presente interfere diretamente no futuro e dizer sim a oportunidades, mesmo que não estejam diretamente ligadas aos seus sonhos, abre portas e janelas que facilitam no caminho até lá.

Do ano passado para cá, eu mudei de ideia sobre várias coisas. Não quero entrar em detalhes, mas posso dizer que coloquei meus pés no chão a respeito de certos sonhos. Não tenho nada contra voar alto quando se trata de sonhos, mas na hora de torná-los realidade, temos que ser realistas.

Realizei um sonho enorme nesse um ano que se passou, mas acontece que a realidade dele não é exatamente o que eu quero para mim. Mas tudo bem, isso não é, de maneira nenhuma, uma coisa ruim. Afinal, realizar esse sonho fez com que eu acreditasse nas minhas capacidades, me entendesse melhor e ainda me colocou no caminho do que eu realmente quero pro meu futuro.

Também estou vendo as coisas caminharem para o fechamento de um ciclo muito importante: a faculdade. Nesse período do ano que vem estarei preparando meu TCC e já estou me organizando para isso – e tentando definir o que vou fazer quando entregá-lo. É uma loucura pensar que estou terminando a faculdade e vou realmente ser uma profissional de jornalismo.

Outra coisa que eu estou aprendendo nesse ano é sobre aproveitar mais o momento – no sentido de não deixar de fazer as coisas com medo de consequências futuras. Eu ainda sou muito nova – apesar de me sentir velha – para ter certas preocupações ou para me censurar por causa do medo do futuro. Eu ainda posso me dar ao luxo de arriscar um pouco mais, de gastar mais dinheiro do que deveria e de perder tempo com futilidades.

Apesar de 2016 não ter sido o melhor ano para praticamente ninguém, 2017 tem sido uma grata surpresa. Já viajei uma vez e estou planejando mais duas enquanto tento arriscar uma quarta viagem. Isso me deixa imensamente feliz, pois, quando viajo, sinto que volto nova. E confesso que fazer tudo isso com meu próprio dinheiro também me dá uma sensação de liberdade muito grande.

Amanhã é um dia de comemoração e vou passar o dia inteiro junto de pessoas que eu gosto muito – pois mesmo sendo meu aniversário, vou trabalhar e assistir aula do mesmo jeito. Espero poder aproveitar um pouco o dia 28. Obrigada por mais esse ano aqui comigo e posso dizer que, desde já, estou ansiosa para escrever um post sobre completar 23 anos.

Especial: wishlist de aniversário

Olá, amores! Tudo bom?

Pois é, parece que foi ontem que eu estava aqui escrevendo um post sobre completar 21 anos. Agora estou prestes a comemorar meu 22º aniversário aqui com vocês! Acho que a maioria já deve ter percebido que na barra de navegação na parte superior da página, abaixo da logo, tem uma wishlist. Se você não viu, vai lá que eu sempre deixo ela bem atualizada. Porém, muitos dos produtos que estão ali ainda não lançaram, são de difícil acesso ou são muito caros. Colocando os pés no chão, pensei em trazer uma wishlist momentânea, já que dia 28 se aproxima.

A Quem Disse, Berenice? é, sem dúvida nenhuma, a loja que mais tem opção de coisas para me fazer feliz! Recentemente a marca lançou várias novidades e eu amaris testar todas elas. As novas cores de batom estão muito lindas e eu estou de olho na Carameli há um tempinho. Também fiquei doida para testar o suporte  de silicione para lavar pinceis da marca, pois sempre lavo na mão mesmo e fico toda desidratada depois.

A QDB também acabou de lançar um rímel novo chamado Curva e Levanta que eu quero testar! Já testei duas das máscaras deles e são boas, mas nenhuma me impressionou. Quero ver se essa vai ser a ganhadora! Ah, e também tem os lápis de boca novos que eu ando procurando muito; queria experimentar o Nudetis, um nude bem lindão. O negócio é se jogar na Quem Disse, Berenice mesmo! Eu amo ❤

Para quem não sabe, os batons da linha Bruna Tavares estão disponíveis na Renner, então não são nada difíceis de achar. Honestamente, eu me acabo nessa linha, pois todas as cores são lindas. Algumas eu quero mais que outras, mas honestamente não tem nenhuma que eu não usaria. As que eu estou mais ansiosa para ver são as cores Flávia, Letícia, Helisa e Evelyn, mas queria mesmo era ter muito dinheiro pra chegar lá e pedir um de cada – mesmo já tendo o Victoria, Bruna, Luísa e Julia.

 
Batom Flávia e Batom Evelyn. Fotos: Bruna Tavares

 
Batom Helisa e Batom Letícia. Fotos: Bruna Tavares

Como eu quero ler mais esse ano, também tenho uns livros bem desejados na listinha. Eu tenho adorado ler thrillers psicológicos, então estou procurando o Vida Dupla de SJ Watson e A Garota Perfeita de Mary Kubica. Quem aí tem um desafio de leitura para mim?

 

Fora essas opções, não tem mais nada específico que eu queira – além dos que também estão na wishlist fixa aqui do blog. Eu sou muito fácil de agradar; qualquer cosmético já me deixa MUITO animada, pois além de ser uma coisa que eu amo, também vira conteúdo para o blog, então todo mundo sai ganhando.

Eu adoro comemorar aniversário e, para completar 22 anos, espero poder estar perto das pessoas mais importantes para mim. Tenho a benção de ter tudo que eu preciso na minha vida e posso me dar o luxo de querer coisas que não são necessidades básicas. Agradeço a vocês por estarem aqui para comemorar comigo também e espero que outros aniversários venham, sempre com muita paz e alegria. ❤

Conversa: 21 anos completos

PENTEADEIRA 3
Todas as fotos nesse post foram tiradas por Malu Didier.

Eu lembro que no meu aniversário de 15 anos, eu achava que já era crescida. “Agora tenho 15 anos, sou quase uma adulta.” É hilário pensar o quanto eu estava errada em achar que eu entendia alguma coisa da vida. Hoje eu completo 21 anos e posso dizer com toda certeza que eu não sabia de nada sobre nada na época e, aos 21, eu ainda não sei.

Pode parecer uma coisa ruim dizer isso, mas já fiz as pazes com esse pensamento. Sim, já tive algumas experiências e já aprendi algumas coisas, mas uma das coisas mais importantes que aceitei é que eu preciso estar aberta a aprender, por mais que eu ache que saiba de alguma coisa. Tenho a sorte de estar rodeada por pessoas maravilhosas que me ensinam inúmeras coisas todos os dias. Família, professores, amigos, colegas de turma e de trabalho que dividem pensamentos e histórias, me inspiram e me fazem refletir. Escutá-los foi a melhor decisão que eu tomei.

PENTEADEIRA 4Além disso, eu aprendi a escolher minhas batalhas e defender minhas crenças. Para que a vida não passe em branco, acho importante tentar fazer a diferença. Não falo de heroísmos, mas de fazer o melhor possível com o que se tem. Falo em usar as oportunidades e privilégios para dar vez e voz para quem não tem – às vezes até a si mesmo.

Mais recentemente venho tentando transitar entre planos de curto e longo prazo. Para quem não tem muita paciência para esperar e tem ansiedade, fica difícil não pensar no que a vida vai ser daqui a cinco ou dez anos. Mais difícil ainda é não planejar tudo na esperança de que vai acontecer exatamente como a gente quer.

Bem, é muito verdade que o futuro começa agora. O que eu faço hoje vai repercutir no meu futuro, seja por uma pessoa que eu conheci ou por uma oportunidade que deixei passar, vai afetar meus planos futuros. Por isso, preciso ser honesta, ética e consciente a partir de agora. Plantar as sementes para que eu tenha opção do que colher no futuro.

Ao mesmo tempo, aprendi que é muito necessário deixar que as coisas simplesmente aconteçam e aceitar que às vezes mudamos de ideia. Aos 18 anos, recebi uma oportunidade para fazer algo que nunca foi parte dos meus planos e aceitei. Apesar de não ser algo que está nos meus planos de longo prazo, eu sei que foi necessário. Conheci pessoas maravilhosas nesses últimos anos e essas pessoas me deram ainda mais oportunidades para crescer e me conhecer. Hoje eu sei que eu precisava ter aceitado, pois só por causa daquela oportunidade eu me encontrei.

Também mudei de ideia em relação ao meu curso de graduação. Quando entrei na faculdade, eu tinha uma coisa na cabeça, agora já tenho outra. Hoje, sei o que quero e estou fazendo o possível para chegar lá. Isso porque mantive a mente aberta e agora um sonho de infância não é mais prioridade, pois um sonho de adulta tomou seu lugar.

PENTEADEIRA 5

Outra lição desses meus 21 anos foi aprender a deixar para trás tudo aquilo que faz mal e colocar meu bem estar em primeiro lugar. Não é fácil, principalmente quando o mundo inteiro despreza o egocentrismo e egoísmo. Mas olha, nenhuma dessas coisas tem muito a ver com ser sua própria prioridade. Você se dar valor não diminui o valor do outro. A questão é ter plena consciência do que lhe faz bem ou não e dar um basta a tudo aquilo que lhe priva de sua felicidade.

Às vezes é uma pessoa que a gente ama. Não por ela ter um caráter ruim, mas por motivos mais profundos. Não é de propósito, ela nunca iria querer seu mal. Mas algumas pessoas, como eu, são esponjas emocionais e sugam tudo, inclusive o ruim.

Não estou falando de dizer adeus, cortar relações, nunca mais fazer amizade. Longe disso. Estou querendo dizer que se colocar como prioridade em situações assim é importante pare que você saiba que você não merece o que está acontecendo, que aquilo vai além de você. Perceber relações tóxicas foi uma das melhores coisas que eu já fiz, apesar de ainda não ser exatamente craque. Também não estou dizendo que não sinto falta ou que é fácil botar limites, mas a diferença que isso faz é muito clara – e muito, muito boa.

Tudo isso está ligado a que tipo de energia você quer ao seu redor. Pessoas negativas, pensamentos negativos e reclamações tem energia ruim e chega um momento que isso começa a pesar em você, mesmo que você não seja o produtor. Com o tempo, não adianta o quanto você tente, haverá tanta coisa negativa ao seu redor que o positivo não parecerá possível de se alcançar.

Por isso eu tenho tentado me manter longe de tudo que é negativo, incluindo pessoas. Precisamos de toda energia possível para chegar a algum lugar e essa energia tem que ser positiva e motivadora.

Ainda não sei muita coisa sobre qualquer coisa, mas tenho levado todos os meus aprendizados comigo. Para meu 22º ano, permanecerei tentando melhorar como pessoa e aprender com todos aqueles ao meu redor. Agradeço a todos que tenham participado de qualquer forma desses 21 anos, tenham certeza que todos me ajudaram de alguma forma.

PENTEADEIRA 6