Experiência: caixa de livros por assinatura Turista Literário

Hello, amores! Tudo bem?

Acho que vocês já devem saber que eu também amo ler, não é?! Ultimamente tenho feito muitos posts sobre livros, mas mês passado assinei essa malinha de livros chamada Turista Literário e vim contar pra vocês a proposta dessa assinatura e como foi minha experiência.

Eu descobri esse programa de assinatura pelo canal da Melina Souza e achei a ideia super interessante. A ideia é uma experiência de imersão no livro através do estímulo dos sentidos. Nas caixas vem, além do livro, com algo que estilo o tato, olfato, audição, visão e paladar – isso mesmo, até comidinha vem! – e promete levar o leitor para um lugar completamente novo.

A caixinha que eu recebi veio com o livro de Erika Johansen, A Rainha de Tearling. Mas antes de falar sobre o livro em si, eu queria começar do começo. Não tive problema nenhum em fazer a encomenda, o site é muito simples e fácil. Gostei bastante do fato de que não é preciso cadastrar um cartão de crédito; é possível pagar com boleto e, no mês seguinte, se você quiser outra caixinha, eles enviam um e-mail com o novo boleto. Achei isso muito prático e mais confiável.

Eu encomendei na época do carnaval, então a confirmação de envio demorou alguns dias a mais, mas o que realmente me incomodou foi a demora entre a postagem da mala e o dia da chegada. A caixa foi postada no dia 6, de acordo com o código de rastreio, mas só chegou no dia 20. Sei que 14 dias não é muito para os correios, que normalmente dá um prazo de 15 dias, mas considerando que é uma caixa por assinatura, achei muito demorado. Recebi o boleto para próxima e nem havia recebido essa ainda – então acabei perdendo a do mês que vem.

Quando vi que ela tinha chegado, fiquei super feliz. A caixinha é bem fofa, parece uma mala mesmo. A abertura foi super fácil (parece besteira, mas acho um saco passar 3 anos procurando por onde abrir a caixa e depois lutar contra a quantidade de fita que usam) e logo em cima já tinha já tinha coisinha bonitinha – um envelope com uma mensagem de amor e um marcador de página com a marca do Turista Literário.

Dentro do envelope vem, além de um cartãozinho postal com uma mensagem fofa, um cartão estilo passaporte e um panfletinho explicando o tema da caixa do mês. Achei muito legal porque também vem um adesivo e aí você “carimba” o passaporte com o adesivo do lugar do mês.

Ao tirar a camada de papel laranja, tem outro panfletinho explicando como acessar a playlist do mês e também dá pra assistir vídeos e participar da comunidade de “turistas”. Aí tem uma camada de papel de vermelho e, logo depois dela, os itens mais amor do mundo! Encontrei uma tag estilo aquelas que se coloca em mala antes de viajar com o seu endereço e telefone que explica cada item da mala.

Olfato: Uma vela de lavanda
Tato: Uma bolsinha de veludo
Paladar: Pão doce de canela
Audição: Playlist
Visão: Livro A Rainha de Tearling de Erika Johansen
Item extra: Porta-livros

Todos esses detalhes sobre a obra fizeram com que eu tivesse muito mais vontade de ler o livro, mesmo nunca tendo ouvido falar antes. Achei que tudo foi feito e pensado com muito carinho, realmente vi preocupação com a experiência do leitor. Para quem não conhece o livro, ele é uma distopia medieval. Aqui está o resumo:

Quando a rainha Elyssa morre, a princesa Kelsea é levada para um esconderijo, onde é criada em uma cabana isolada, longe das confusões políticas e da história infeliz de Tearling, o reino que está destinada a governar.

Dezenove anos depois, os membros remanescentes da Guarda da Rainha aparecem para levar a princesa de volta ao trono – mas o que Kelsea descobre ao chegar é que a fortaleza real está cercada de inimigos e nobres corruptos que adorariam vê-la morta.

Mesmo sendo a rainha de direito e estando de posse da safira Tear – uma joia de imenso poder –, Kelsea nunca se sentiu mais insegura e despreparada para governar. Em seu desespero para conseguir justiça para um povo oprimido há décadas, ela desperta a fúria da Rainha Vermelha, uma poderosa feiticeira que comanda o reino vizinho, Mortmesne.

Mas Kelsea é determinada e se torna cada dia mais experiente em navegar as políticas perigosas da corte. Sua jornada para salvar o reino e se tornar a rainha que deseja ser está apenas começando. Muitos mistérios, intrigas e batalhas virão antes que seu governo se torne uma lenda… ou uma tragédia.

Eu paguei R$ 79,90 (frete incluso) nessa caixinha e achei que valeu muito a pena. Quero mesmo poder comprar outra e ter essa experiência novamente, é muito legal, me inspirou a ler mais. Quem quiser mais detalhes sobre o projeto, no site tem outras informações.

E aí? O que acharam dessa ideia?

Anúncios

Tag literária: A Bela e A Fera

Oi, amores! Como vão?

Além de amar maquiagem, eu também amo ler! Eu vi essa tag no canal da Melina Souza e não pude deixar de fazer, principalmente por ela ser temática d’A Bela e a Fera, literalmente o meu conto de fadas preferido da Disney, que estreia amanhã! Achei as categorias super legais e tentei variar nas respostas. Espero que gostem!

1. Bela: um livro com a capa e com a história bonita

Eu sou dessas que compra o livro pela capa sim, então quando vi essa quase caí pra trás. Amei a combinação de cores e o efeito dessa capa e quis comprar o livro mais por causa disso mesmo. Acontece que a narrativa dele também é maravilhosa. Ele é quase um livro de auto-ajuda que busca mostrar como a escolha de viver uma vida cercada de criatividade é difícil. A autora analisa os desafios comuns de artistas e tenta convencer o leitor a viver sob suas próprias regras, sem se permitir ser influenciado pela pressão da sociedade. Me senti muito inspirada pelas experiências pessoais da autora.

Big Magic – Elizabeth Gilbert

2. Fera: um livro com a capa feia, mas com a história legal

Como eu disse, eu sou do tipo que compro livro pela capa e, se fosse pra escolher na livraria, eu nem olharia para esse. A capa é o poster do filme que por si só não é nem um pouco atraente. Talvez eu lesse a sinopse porque conheço os três atores e sei que eles são bons, mas a capa não chama nem um pouco de atenção. Eu comprei esse livro por indicação – intensa – de um amigo e simplesmente AMEI. É um thriller psicológico que conta a história de uma mulher que todo dia, ao ir dormir, perde completamente a memória. É realmente muito bom – muito melhor que o filme.

Antes de Dormir – SJ Watson

3. Lumiére: um livro que acendeu algo dentro de você

Eu quase coloquei Harry Potter aqui, mas resolvi fugir do óbvio (será?) e escolhi o livro que foi o estopim para que eu criasse esse blog. Ele, inclusive, está no primeiro post que eu fiz, há quase um ano e meio atrás. Eu fui ao lançamento desse livro e a Vic Ceridono estava lá, linda e plena, e foi a chave de ouro para abrir essa parte da minha vida. Eu já tinha a vontade de começar um blog , mas ela e esse livro me deram o empurrão final. Só amor!

Dia de Beauté – Victoria Ceridono

4. Horloge: um livro que você devorou sem sentir o tempo passar

Foi esse livro que fez aflorar meu amor e vício em thrillers psicológicos. Eu li esse livro todo de vez, sem prestar atenção no tempo mesmo, fiquei completamente vidrada. A narrativa dele é incrível, o jeito como a autora colocou as informações faz com que você só queria virar uma página atrás da outra pra saber mais, descobrir o que aconteceu, entender os detalhes. Ele conta a história de um casal que parece ser normal, mas um é mais perturbado que o outro – é melhor do que essa minha descrição, prometo que vale a pena.

Garota Exemplar – Gillian Flynn

5. Maurice: o livro mais velho da sua estante

Essa edição é de 2009, mas a história é de 1924, então eu tinha que colocar esse clássico aqui. Todo mundo conhece o famoso detetive britânico, então eu não tenho muito o que falar sobre essas histórias além de: eu amo muito e olha só como essa edição é linda!

Sherlock Holmes – Arthur Conan Doyle

6. Madame Samovar: um livro que te faz sentir aconchego

Foi realmente outro desafio não colocar Harry Potter aqui, mas acabei escolhendo o livro que começou a fortalecer meu amor por cuidados pessoais, cosméticos e tratamentos especiais. Nesse livro, a atriz Lea Michele fala, com muita propriedade, sobre todos os seus rituais de beleza e sobre a importância de se cuidar e entender o que seu corpo precisa. Ele me inspirou muito e lembro como, na época que li, ele me fez querer me importar mais comigo mesma – comecei até a me alimentar melhor. Tenho um carinho enorme por ele!

Brunette Ambition – Lea Michele

7. Zip: um livro narrado por criança

Não tenho nenhum livro narrado por uma criança, mas esse aqui é contado a partir do ponto de vista de duas crianças, então achei que se encaixa bem nessa categoria. Eu acho a história desse livro linda e trágica. Conta a história de dois pré-adolescentes que vivem em realidades muito diferentes, mas que acabam se conhecendo na escola e se apaixonando – mas nem isso é tão simples quanto parece.

Eleanor & Park – Rainbow Rowell

8. Gaston: um livro com a capa bonita, mas que o conteúdo não é tão bom

Eu tenho três livros dessa autora e não gosto de nenhum dos três, mas acho essa capa bem bonita e que ilustra bem o nome do livro. Ele conta a história de uma menina que comete suicídio e sua melhor amiga resolver tentar entender o que fez a menina querer se matar. Eu não gosto das escolhas que essa autora faz, acho a narrativa dela meio fraca e clichê.

I Was Here – Gayle Forman

9. Um livro que se passa na França

Esse é o único livro que eu tenho que se passa na França! Mas eu gosto bastante dele, explica muito bem quais são os costumes das parisienses e como elas gostam de fazer as coisas. Elas tem um gosto muito peculiar para as coisas e o estilo delas é realmente típico de Paris, então achei interessante ler esse livro, apesar de não concordar com muitas coisas que elas fazem.

A Parisiense – Ines de la Fressange

10. Um livro que você está ansioso para ser lançado

Gente, eu mal posso esperar para ler outro livro dessa autora! Eu li A Garota no Trem e AMEI, o filme também é incrível. Esse livro vai ser lançado em Maio desse ano e conta a história de uma série de assassinatos – duas mulheres são encontradas no rio que corta a cidade. Uma delas era mãe de uma menina de 15 anos, que então é obrigada a ir morar com sua tia, uma pessoa sombria que nunca quis voltar para a cidade onde nasceu por causa dos segredos escondidos no fundo do rio.

Into The Water – Paula Hawkins

Novo na penteadeira: comprinhas de produtos muito desejados

compras-do-amor-1

Olá, amores!

Acho que todos temos que concordar que fazer compras é muito bom, mas finalmente conseguir produtos que você estava querendo a muito tempo não tem comparação! Depois dos altos gastos para o Natal, dei uma segurada no meu espírito comprador, mas finalmente me libertei dessas amarras e consegui comprar coisas que eu estava olhando há muito tempo. Esse post aqui vai um pouco além da minha penteadeira, mas fiquei tão feliz de ter encontrado tudo que queria que não pude deixar de incluir. Senta que lá vem história!

PRODUTOS

Por meses eu desejei o batom Julia da linha Bruna Tavares. Vi várias fotos, swatches, comparações, e a cada uma delas eu me apaixonava mais. FINALMENTE encontrei e quase soltei um grito dentro da loja. Eu já tinha outros três dessa linha que também amo, mas esse é o diferentão na minha coleção. Confesso que ele ficou mais cinza do que eu pensei que ficaria, mas em reação com meu subtom e temperatura de pele, o tom ficou bem fechado, me achei com cara de rica.

compras-do-amor-3

Há algumas semanas ando meio bolada porque comecei a notar algumas rugas na minha testa. Mas gente, eu só tenho 21 anos, não era pra ter ainda! Então percebi que era graças a minha rotina diária de remover a maquiagem que sempre envolveu lenços umedecidos. Por mais que seja super prático para tirar a camada mais grossa da maquiagem antes de fazer a limpeza mais profunda, acontece que isso equivale a ficar esfregando meu rosto, repuxando a pele que, com o tempo, fica flácida.

Foi aí que eu comecei minha caçada por um produto daqueles que derrete a maquiagem sem você precisar esfregar muito – é mais uma massagem que se faz. Já tinha ouvido falar MUITO do bálsamo da Clinique que tem esse propósito, mas que além de super difícil de encontrar, é SUPER caro. Mas encontrei um semelhante MARAVILHOSO pelo terço do preço (R$81): o óleo demaquilante da The Body Shop. Gente, estou encantada por esse produto. Ele é bem leve, super derrete a maquiagem, tem um cheirinho super suave e é todo natural, então não agride nada. OBRIGADA, SANTINHOS DOS CUIDADOS COM A PELE.

compras-do-amor-4

Eu já havia falando das máscaras para olhos da Sephora antes, porque amei muito! Além de ser super refrescante, o efeito é instantâneo. Porém, como achava o preço meio puxado, passei um bom tempo sem comprar. Eis que tenho a GRATA surpresa de ter visto o preço baixar (de R$30 para R$23)! Agarrei a oportunidade e comprei a que eu mais gostei: a que promete uniformizar o tom abaixo dos olhos, minimizar irregularidades na pele e iluminar.

compras-do-amor-2

LIVROS

Quem acompanha o blog há um tempinho já deve saber que além de amar muito maquiagem, também amo ler! Eu tenho até uma listinha comprida de livros que quero ler, mas consegui comprar dois que estava desejando – afinal, livro é bem caro.

O primeiro já virou filme e tudo, anda rodando nas livrarias há bastante tempo, mas o preço da capa original não abaixava por nada no mundo. Com o lançamento do filme, fizeram uma capa nova com um preço bem menos doloroso (capa original: R$49,90; capa do filme: R$29,90).

O título é O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares e é uma história sombria sobre um orfanato em ruínas que abriga crianças perigosas. O livro traz fotos meio assustadoras da época em que se passa a história e eu sempre me senti muito intrigada. Nem vi o filme ainda, apesar do ótimo elenco, de tanto que eu queria ler.

compras-do-amor-5

O outro entrou na minha lista mais recentemente e eu já tinha visto para vender outras vezes, mas não comprei por não ter certeza se seria bom. Eu gosto bastante de ler thrillers, mas depois der ler todos os livros da rainha dos thrillers psicológicos Gillian Flynn, fica um pouco difícil achar um que esteja em um nível similar.

Porém, na última semana li uma entrevista do autor falando sobre esse livro e fiquei muito curiosa, principalmente porque a personagem principal é jornalista, então já adorei. Ele se chama A Garota do Lago, de Charlie Donlea, e, pelo que eu entendi, segue as linhas de Garota Exemplar (Gillian Flynn) e A Garota no Trem (Paula Hawkins) – muitas garotas envolvidas nesses thrillers.

compras-do-amor-6

Ele conta a história de uma menina que foi brutalmente assassinada e seu corpo é encontrado em um lago. Uma repórter resolve fazer a cobertura da tragédia e acaba se envolvendo muito na vida da garota. Como é de se esperar, ela começa a descobrir coisas bem sombrias sobre a vida da menina e, de alguma forma, sobre a sua própria.

PARA O QUARTO

Acho que é a primeira vez que falo sobre coisa à la homeware aqui, mas estou desejando esses objetos há MUITO tempo e nunca comprei porque só encontrava opções caras. Eis que eu estava olhando nos lugares errados.

A primeira coisa é a manta mais macia que eu já senti na vida. Sempre quis ter uma manta assim para enfeitar a cama, dar um ar mais de quarto chique. Encontrei essa que combina perfeitamente com meu quarto – é praticamente da mesma cor da parede – por apenas R$40 na Riachuello. Gente, ela é realmente muito macia. A vontade é de ficar enrolada nela igual um burrito.

compras-do-amor-7

A outra coisa era moda ano passado, todo mundo só falava disso, tinha 15 mil videos de tutorial no YouTube ensinando a fazer – o famoso e querido terrário. Mas, felizmente, eu encontrei um super lindo, do jeito que eu queria e bem simples por apenas R$19,90. Ele fica na minha escrivaninha e dá um toque de vida muito grande ao espaço. To apaixonada!

file_000

Felicidade define essas comprinhas, gente! Tem alguma coisa que você tenha desejado há muito tempo e finalmente conseguiu comprar?! Deixa aqui nos comentários.

A melhor tag de livros do universo!

tag-de-livros-1

Olá, amores! Como vão?

Além de maquiagem, eu também amo muito ler! Desde pequena me agarro com livros, então quando vi essa tag no canal da Melina Souza, fiquei me coçando para responder. Não sei se vocês já viram no meu instagram, mas tenho uma estante de livros bem preenchida no meu quarto, então foi com muito prazer que respondi as 10 categorias. A Mel fez essa tag para o natal, mas achei que as perguntas dão para responder o ano todo. Espero que gostem!

1. Natal dos sonhos: um livro que se passe na cidade ou país onde você gostaria de comemorar o Natal

Todo mundo que me conhece sabe que eu sou apaixonada por Nova York. Sempre sonhei em ir lá e, quando fui, me apaixonei mais ainda e morro de saudades! Por isso, coloquei o livro One Fifth Avenue da Candace Bushnell nessa primeira categoria. Ele conta a história de um prédio super cheio de prestígio em Nova York, mas onde vivem pessoas de vários tipos, com interesses diferentes, com vidas e segredos complicados. No começo, fica meio confuso quem é quem, mas depois você consegue identificar os personagens facilmente e se torna uma leitura bem fluida.

tag-de-livros-7

2. Árvore de Natal: um livro que tenha iluminado o seu ano

Doida por Harry Potter do jeito que eu sou, imagine como eu não fiquei surtando querendo ler Harry Potter & a Criança Amaldiçoada?! Eu rodei a cidade atrás desse livro e li em uma tarde. Poder voltar ao mundo de Harry Potter foi sem dúvida um ponto iluminado do ano. O livro é muito fácil de ler, pois é em formato de peça, então não tem parágrafos e parágrafos de descrição. A história em si, na minha opinião, não acrescenta nem tira aos outros 7 livros, então não é uma coisa que muda a narrativa da qual a gente já é fã. Mesmo assim, sou muito grata por poder voltar ao mundo de Harry Potter esse ano – tanto com esse livro quanto com Animais Fantásticos.

tag-de-livros-10

3. Pisca-Pisca: um livro com assunto LGBT

Eu sou super envolvida em questões de direitos humanos e já li alguns bons livros que tocam em temas LGBT, mas o meu preferido é, sem dúvida, Carry On da Rainbow Rowell. Não tem como ele não ir para o topo da lista, afinal, se passa no mundo mágico. Ele é bem parecido com Harry Potter: conta a história de um rapaz que foi “escolhido” e é o único que pode salvar o mundo dos bruxos do vilão. O rapaz, chamado Simon, divide quarto com Baz, seu inimigo declarado na escola de bruxaria – mas que, o Simon não sabe, é apaixonado por ele. O romance deles desenvolve de forma muito natural, sem muito drama desnecessário. Eu sou doida para ler de novo, ele dá um calorzinho muito gostoso no coração – esse livro também poderia entrar na categoria 9 da tag.

tag-de-livros-5

4. Papai Noel: um livro que você gostaria de dar de presente para todo mundo

Acho que todo mundo precisa de um pouco de inspiração, né?! Esse ano li o livro Big Magic da Elizabeth Gilbert – até já falei sobre ele aqui no blog – e ele, sem dúvidas, vai fazer você olhar para as coisas de um jeito diferente. A autora fala sobre sua experiência com inspiração para livros e sobre como viver uma vida criativa – e aceitar sua criatividade. O que realmente ficou na minha cabeça foi a respeito de você fazer as coisas para você e não porque fulano espera que você faça. Tento levar essa filosofia comigo todos os dias!

tag-de-livros-6

5. Presente: um livro que você quer muito ganhar de presente

Uma coisa que eu sempre quero (além de maquiagem) é livro. Sempre tenho algo na minha wishlist, mas o livro que está no primeiro lugar da lista é o Capture Your Style da Aimee Song. Ele fala sobre como organizar seu instagram, dicas de como montar cenários, como planejar fotos, como organizar o feed, etc. Eu tenho me empenhado bastante em como melhorar o instagram do blog e, na minha opinião, livros são excelentes fontes de inspiração e possibilidades.

Foto: songofstyle.com

6. White Christmas: um livro com a capa branca

Incrivelmente, eu não tenho muitos livros com a capa branca. Mas quando vi O Diário de Carson Phillips, soube que ele tinha que vir para a tag. Eu li esse livro quando eu estava de férias após concluir o ensino médio. Ele conta a história de um menino cheio de ambições que estuda em um colégio pequeno e tem um relacionamento complicado com seus colegas de turma. Ele sonha em entrar numa faculdade renomada e ser um autor super reconhecido, mas para isso ele precisa envolver todo mundo em um super projeto literário – para conseguir convencer os colegas, ele começa a chantageá-los. O livro é muito divertido, o senso de humor do Carson é ótimo e no final, eu sempre sinto aquela vontade de correr (ainda mais) atrás dos meus sonhos e de conquistar o mundo. Porém, o final desse livro não é dos mais felizes.

tag-de-livros-4

7. Bengalas doces: 3 livros com a capa em “candy colors”

Gente, eu também não tenho assim tantos livros com capas candy colors – pelo menos não além dos da Rainbow Rowell que são todos em tons pastel e candy. Por isso, vou adicionar um dela (Anexos), mas só vou chamar atenção para os outros dois da Zoe Sugg. Eu já falei da Zoe antes, ela é youtuber, e escreveu uma série de livros (já foram 3 até agora) sobre uma menina que fica famosa falando sobre sua vida em seu blog – como a própria Zoe -, mas isso acaba atrapalhando sua vida pessoal. As capas dos dois primeiros livros são nessa vibe candy colors e adoro deixá-los em exibição.

tag-de-livros-2

8. Roberto Carlos: um livro que você gostaria de ler pelo menos uma vez por ano todos os anos

Eu vou ter que voltar para aquela mesma tecla: Harry Potter. Mas aí são 7 livros, né gente?! E eu queria ler os sete todo ano. Eu acho que já deu pra perceber que eu amo muito essa série, mas a verdade é que alguns dos livros eu só li uma vez – Ordem da Fênix e Enigma do Príncipe, os outros li pelo menos duas vezes. Eu queria poder reler a série mais vezes – ou até fazer o uso do feitiço Obliviate para esquecer tudo e reler do zero.

tag-de-livros-9

9. Chocolate quente: um livro que trouxe um calorzinho no coração

Além de já ter mencionado Carry On mais em cima, tem outro livro da Rainbow Rowell que dá um calorzinho no coração – e que está completamente relacionado com Carry On. O livro se chama Fangirl e ele conta a história de uma menina, Cath, que é meio famosinha por causa das fanfictions que ele escreve baseada em um livro famoso. O nome da fanfiction dela é Carry On – o livro Carry On é na verdade a fanfic da Cath publicada. Mas o livro Fangirl fala sobre a transição da Cath; ela está começando a faculdade, está se afastando da sua irmã gêmea, arrumou um rolo com um carinha e sua fanfic – assim como a sua série de livros preferida que originou a fanfic – estão chegando ao fim. A história parece ser uma história real, é muito fácil se sentir representada pela Cath e por isso eu li com o maior sentimento de amor no coração.

tag-de-livros-3

10. Voando em renas: um livro que te fez acreditar no impossível

Eu já falei sobre Harry Potter e sobre A Criança Amaldiçoada. Só resta um: Animais Fantásticos. Gente, quanto mais histórias JK Rowling conta sobre o mundo mágico, mais eu acredito que ele existe em algum lugar. Às vezes parece meio surreal que tudo isso saiu da cabeça dela, vocês não acham não? (Não vale me chamar de louca). Eu fui assistir o filme duas vezes e depois comprei a versão publicada do script e devorei em uma tarde. É tudo muito incrível, detalhado, mágico mesmo!

tag-de-livros-8

Amores. amei responder essa tag! É legal poder tirar um tempo para relembrar o que eu tenho na estante  e porque eu amo tanto esses livros. Quem quiser ver o vídeo da Melina, eu recomendo muito o canal dela – ela é uma fofa e a estética dela é só amor! ❤ Deixem algumas indicações de livros aqui pra mim!

Blogmas dia 13: indicações de livros com temática natalina

img_6576
Foto: Evelyne Valgueiro

Oi, lindezas! Tudo bom?

Se você está de férias, tirar um tempinho pra ler é essencial, não acha?! Nessa época do ano, com tantas festas e comemorações, manter o clima natalino e de ano novo chegando é uma ótima pedida. Pensando nisso, trouxe duas sugestões de livros para vocês lerem agora nessa época do ano e ainda um vídeo da Mel Souza sobre esse tema. Os livros que eu comprei foram indicados por ela e eu achei a pegada dos dois muito legal.

O Caderninho de Desafios de Dash & Lily de David Levithan e Rachel Cohn: 

img_6512
Foto: Evelyne Valgueiro

Esse livro segue a caça ao tesouro de Dash e Lily. A Lily deixa um caderninho vermelho na sua livraria preferida em Nova York. Quem abre o caderninho, encontra vários desafios propostos por ela. A cada página tem uma nova brincadeira; às vezes são charadas e outras são perguntas que a pessoa só pode passar para a próxima se a resposta corresponder ao que a Lily quer.

Eu não terminei de ler ainda, mas pelo que eu soube, o Dash depois tem que deixar o caderninho em outro lugar para a Lily achar e assim eles vão brincando e se conhecendo, mas sempre com aquela dúvida do que vai acontecer quando os dois se encontrarem, se vai haver alguma conexão. Li o começo e achei legal porque a Lily deixa as intenções dela bem claras; ela quer encontrar alguém especial sem ter que passar pelas confusões de primeiro encontro, etc. O Dash parece ser bem humorado e aventureiro, pois ele logo entra na brincadeira da Lily.

O Presente do Meu Grande Amor: Doze Histórias de Natal

img_6513
Foto: Evelyne Valgueiro

Eu achei a proposta desse livro super legal. São doze autores diferentes, cada um escreveu um conto para o livro. As histórias acontecem no período de Natal e Ano Novo. As histórias são bem variadas; algumas são bem românticas, outras mais misteriosas, algumas quase tristes, mas é legal ver as diferentes relações com a época de festividades – desde grandes festas de natal a passar o natal completamente sozinho, esse livro toca em todas as possibilidades de forma bem organizada e divertida. Por ser composto de vários contos, a dinâmica dele fica bem mais flexível e você lê que nem sente!

Eu li três dos doze contos desse livro e gostei bastante dos três. Eu espero que mais na frente apareça algum que não trate de um romance onde um menino e uma menina se apaixonam e aí no Natal ou Ano Novo acontece alguma coisa diferente e eles ficam juntos. As histórias não são parecidas umas com as outras, elas são bem peculiares, mas tem isso em comum. Mesmo assim, é um livro fácil de ler e divertido de acompanhar. Os contos tem um tamanho bom; para mim que leio rápido, termino em uma hora e meia. É um bom passatempo!

Você tem algum livro queridinho de Natal? Deixa aqui nos comentários!

Biblioteca de beleza: indicações de livros para quem ama maquiagem

livros-de-beleza-1

Olá, amores! Como estão?

Quem aqui gosta de ler, deixa um comentário! Eu mesma amo. Vivo com listas e mais listas de livros que quero ler, apesar de não ter tanto tempo. Quando se trata de livros de beleza, não é tão simples encontrar, principalmente no Brasil (e por isso a maioria dos que trago para vocês são em inglês, infelizmente. Porém, para quem já tem o hábito de acompanhar youtubers gringas, não é difícil de entender, pois são bem imagéticos.) Vim mostrar para vocês todos os livros de beleza e estilo de vida que tenho na minha prateleira, com uma breve explicação do conteúdo que cada um traz.

livros-de-beleza-5

Brunette Ambition: Esse foi o primeiro livro tipo guia de estilo de vida que eu li e posso dizer, com toda certeza, que ele mudou minha vida. Dou a esse livro o crédito de ter feito com que eu acabasse encontrando o caminho da maquiagem. Ele meio que segue o dia a dia da atriz Lea Michele, que tem a rotina puxada, mas é conhecida por ter a pele, o corpo e o cabelo sempre saudáveis e maravilhosos. Nesse livro, ela dá dicas de todos os truques de beleza que usa para dar jus aos títulos que tem, a maioria sendo receitas caseiras de cuidados tanto externos quanto internos. Ela trata os rituais de beleza e cuidados com muita seriedade, dando um ar quase espiritual a importância de se cuidar. As dicas dela são todas naturebas, pois ela já foi vegana e hoje é vegetariana!

livros-de-beleza-3

Make up: Depois da experiência legal que tive como o Brunette Ambition, quis buscar outro livro nesse estilo. Vi esse livro da Michelle Phan na Saraiva e o título me chamou bastante atenção. Eu nunca tinha ouvido falar dela antes disso e, honestamente, o estilo de vídeos que ela posta não são do meu gosto pessoal, mas o livro é bem legal sim. A Michelle tem uma consciência profissional muito grande, então o livro tem uma seção só com dicas de roupas e estilos de maquiagens para usar dependendo da sua profissão. Ela também mostra diversos tipos de produtos e acabamentos e como usá-los. Por exemplo, ela explica a diferença entre a base líquida, em pó, em mousse, etc.

livros-de-beleza-7

Dia de Beautè: Esse aqui é super especial pois, além de nacional, eu tive o prazer de ir ao lançamento e conhecer a Vic Ceridono. Ela é uma grande inspiração para mim, que estou cursando jornalismo. O livro da Vic é bem diferente dos citados anteriormente; ele é mais prático, mais direto ao ponto. Se você tem uma festa de casamento e precisa de uma ideia rápida sobre o que fazer, basta dar uma olhada no glossário do livro que com certeza você vai encontrar algum tópico com dicas específicas. Ela traz vários tutoriais rápidos e o mantra dela é “nada é tão divertido quanto maquiagem”, então ela trata o processo de aprender a se maquiar como uma grande e divertida aventura.

livros-de-beleza-4

A Parisiense: Eu quase não coloquei esse livro na lista, mas ele é interessante para refletir sobre o que nós gostamos – ou não – de fazer em relação ao nosso estilo pessoal. Se você é fã do estilo das moças de Paris, esse livro com certeza vai te ensinar como ser igual a elas, mas eu particularmente não tenho esse interesse e, apesar de ter achado interessante ter uma visão da cultura parisiense, achei o livro meio bruto. Ele diz explicitamente o que você NÃO PODE FAZER NUNCA se quiser parisiense, como por exemplo, usar sombra com glitter, rímel nos cílios inferiores ou blush marcado  – e eu amo essas três coisas, então fiquei #bolada. Achei bem censurante e, para mim, maquiagem rima com liberdade.

livros-de-beleza-6

Face Paint: Eu desejei esse livro por muito tempo, ele é gigantesco e o conteúdo dele é muito completo. A autora, Lisa Eldridge, é uma maquiadora de celebridades muito conhecida. Nesse livro, Lisa traz um panorama completo sobre maquiagem, desde a época das perucas brancas. Ela faz uma análise de como as cores eram usadas antigamente e pelas diferentes culturas. O livro é uma verdadeira aula de história e arte, não é necessariamente um guia. Ele faz você realmente entender o quanto de arte e história está envolvido no que fazemos com/como usamos maquiagem todos os dias.

livros-de-beleza-2

The Luxe Life: Esse é o livro que adquiri mais recentemente. Ele é uma mistura do Make Up com o Dia de Beauté. A Fleur DeForce traz dicas de looks, roupas, receitas e penteados de maneira bem separada, então ele acaba sendo um guia mais direto. Assim como o Dia de Beauté, basta dar uma olhada no glossário para encontrar a seção que você precisa. A linguagem da Fleur é bem simples e direta, você não vai encontrar nenhum textão nesse livro. Ela também compartilha alguns truques sobre como fazer a maquiagem durar o dia todo e como manter o penteado e as unhas impecáveis, assim como sugestões do que fazer para receber pessoas em casa. Ela, assim como a Michelle Phan, é bem consciente a respeito de impressões.

Já leu algum desses? Tem alguma sugestão? Deixa aqui nos comentários.

The Luxe Life: o livro mais lindo da prateleira

Oi, amores! Tudo bem?

Eu já falei da Fleur DeForce aqui algumas vezes. Ela é uma youtuber britânica com um estilo muito lindo e, recentemente, ela lançou seu segundo livro, The Luxe Life. Eu fiquei encantada quando vi o vídeo que ela fez sobre o livro. A capa é linda e tem detalhes em ouro rosê que dão um toque super especial, fiquei doida pra comprar! Mas meus pais viajaram e, por coincidência, minha mãe achou e trouxe pra mim, mesmo sem saber que eu queria – ele é tão lindo que chama atenção mesmo. Vim mostrar com detalhes a lindeza desse livro!

livro-fleur-2

livro-fleur-1

Como resistir a essa capa? É super elegante e com os detalhes em ouro rosa é que fica mais incrível. Na foto ficou parecendo mais dourado, por causa da luz, mas ele é bem mais rosinha que isso. Também amo a foto da Fleur na capa, ela ficou parecendo uma princesinha. O subtítulo diz “luxúrias diárias para amantes de beleza, moda e comida”.

livro-fleur-6

Na parte de trás, como em todo livro, a Fleur explica o que é The Luxe Life. Segundo ela, se trata de viver a melhor versão de você mesmo, garantindo aquele sentimento de que o que você está fazendo é especial e que o esforço daquele passo extra vale a pena. “Essa é a bíblia para garotas muito ocupadas que querem dar o próximo passo em sua jornada para uma vida luxuosa”, explica a Fleur.

livro-fleur-5

livro-fleur-3

livro-fleur-4

O design interior do livro é muito bonito. Os desenhos são super elegantes e as fotos são de matar, a Fleur nunca esteve tão linda. E como se não bastante tanta beleza do livro, ele veio diretamente da Livraria Lello Porto, em Portugal, que foi fundada em 1906 e é considera uma das mais belas do mundo.

Eu ainda não comecei a ler, mas me sinto super inspirada só de olhar para ele. Parece ser super motivador e super #treatyoself. Mal posso esperar para terminar Big Magic e começar The Luxe Life!

Quem aí ficou querendo ler também?

Indicações: livros lidos em 2015

LIVROS 2

Quando entrei de férias em 2014, fiz uma lista de livros que iria ler. As aulas voltaram e eu continuei adicionando outros títulos e riscando os que já havia lido. Quando acabou o ano, eu criei uma lista para 2015, transferindo os que faltavam ler da lista anterior e adicionando outros.

Agora 2015 também se foi e na lista havia 18 livros lidos. Já comecei a lista de 2016, mas antes de começar a riscar os títulos de lá, pensei em indicar alguns livros da lista de 2015 que mais valeram a pena. Todos os livros que li em 2015 foram bons, mas esses abaixo realmente tinham algo a mais que me prendeu a história a ponto de eu não fazer outra coisa senão ler – e, honestamente, existe sensação melhor que essa?

LIVROS 4

Antes de Dormir de S.J. Watson: Esse livro é um encontro entre Como Se Fosse a Primeira Vez e Garota Exemplar. A personagem principal, Christine, sofreu um acidente e durante a noite, enquanto ela dorme, seu cérebro apaga anos da sua vida. Christine lembra apenas de sua juventude e, com ajuda de seu marido, ela vai obtendo mais informações sobre quem é até ter que ir dormir novamente.

Claro que nada é tão simples quanto parece. Quando Christine descobre que está tendo consultas para tentar reverter a amnésia causada pelo acidente e que há um diário contando tudo o que ela lembrou nas sessões, Christine descobre quem é de verdade e o que aconteceu com ela.

Simplesmente não consegui largar esse livro até terminar. A cada página a personagem descobria algo novo e, apesar de angustiante, o autor conseguiu capturar a confusão interna da personagem muito bem.

LIVROS 6

Objetos Cortantes de Gillian Flynn: Da mesma autora de Garota Exemplar, Objetos Cortantes consegue ser tão sórdido e sombrio quanto o livro que deu origem ao filme estrelado por Ben Affleck e Rosamund Pike. Objetos Cortantes narra a história de uma jornalista chamada Camille que volta para sua cidade natal para cobrir um assassinato. Mas voltar significa ter que reviver tudo aquilo que a fez fugir dali, como a morte de sua irmã, e ter que sofrer os mal tratos de sua mãe.

Esse livro não é nem um pouco saudável para a mente alheia. Todos os personagens tem problemas psicológicos e atitudes questionáveis. Para quem não aguenta histórias mais pesadas, talvez essa não seja para você. A revelação final do assassino me deu calafrios, os detalhes dados à resolução foram incríveis. A história foi muito bem escrita e prende do começo ao fim. Se você não tiver problemas com narrativas à la Stephen King, Objetos Cortantes lhe interessará muito.

LIVROS 5

Carry On de Rainbow Rowell: Quem é fã de Harry Potter e escuta falar desse livro fica logo querendo ler. Assim como nossa amada saga, Carry On também traz uma escola de mágica e bruxinhos balançando suas varinhas. O enrendo superficial é bem parecido com Harry Potter; um menino escolhido por uma profecia deve matar o vilão que também está tentando matá-lo. Mas, diferente da narrativa de JK Rowling, Carry On tem um foco maior no relacionamento dos personagens.

O vilão à la Voldemort não é tão importante quanto o arqui-inimigo e companheiro de quarto do herói da história (Simon Snow). Quem já leu o outro best-seller de Rainbow Rowell, Fangirl, já ouviu falar de Simon Snow e Baz Pitch – eles são os personagens fictícios que a personagem principal de Fangirl ama. A personagem Cathy costumava escrever histórias sobre os dois rapazes e publicava na internet (as famosas fanfictions), então Rainbow Rowell escreveu e publicou uma das história de Cathy.

A narrativa prende muito e o romance dos dois é lindo. Em meio as fugas e os planos para tentar matar o vilão, é muito interessante ver a relação deles crescer. E, claro, o gostinho de Harry Potter deixa tudo muito melhor. Carry On deve chegar ao Brasil esse ano pela editora Novo Século.

LIVROS 3

One Fifth Avenue de Candace Bushnell: Da mesma autora de Sex & The City, One Fifth Avenue (Quinta Avernida, Nº 1) conta a história dos moradores de um prédio fictício em Nova York. De pessoas famosas a “falsos ricos”, as tramas e ladainhas do livro são muito interessantes.

A autora retrata o ritmo da cidade muito bem e entre um personagem e outro, o prédio vai tomando forma. Esse livro é para maiores de idade e, por ter tantos personagens, pode parecer um pouco difícil lembrar quem é quem e onde a narrativa havia parado. Mas conforme os personagens vão se conectando fica muito gostoso de ler.

Para quem gosta de ler, encontrei um desafio de leitura super interessante em um site. Quem precisar de estímulo para ler mais em 2016, aqui vai uma lista para você:

  1. Um livro que foi publicado esse ano.
  2. Um livro que você consegue terminar em um dia.
  3. Um livro que você sempre quis ler.
  4. Um livro recomendado por um vendedor ou bibliotecário.
  5. Um livro que você deveria ter lido na escola e não leu.
  6. Um livro escolhido pelo seu marido/esposa, irmão/irmã, filho/filha ou melhor amigo/amiga.
  7. Um livro que foi publicado antes de você nascer.
  8. Um livro que costumava ser proibido.
  9. Um livro que você abandonou.
  10.  Um livro que você tem, mas nunca leu.
  11. Um livro que lhe intimida.
  12. Um livro que você já leu.

Dá para cumprir um por mês e no fim do ano você terá lido bastante. Achei uma ideia bem legal para quem anda sem inspiração quando se trata de hábitos de leitura. Se desafie a cumprir pelo menos um desses 12 pontos.

E ai? Vai aceitar o desafio? Quais foram os livros que lhe impressionaram em 2015? Deixa aqui nos meus comentários para que eu possa colocar na minha lista.

Conselhos jornalísticos de Vic Ceridono

DDB

No dia 16 de outubro, eu tive o prazer de prestigiar a noite de autógrafos da Victoria Ceridono, que acaba de lançar seu primeiro livro, o Dia de Beauté: Um Guia de Maquiagem Para a Vida Real. Victoria é editora de beleza da Vogue Brasil e tem um blog no site da revista e um canal no youtube, ambos chamados Dia de Beauté. Uma coisa eu posso afirmar com toda certeza do mundo: Victoria Ceridono é tudo que uma estudante de jornalismo louca por beleza quer ser.

Antes dos autógrafos, Victoria sentou para conversar com a gente e tive a oportunidade de fazer uma pergunta bem direcionada ao jornalismo. Não vou me atrever a escrever a resposta dela palavra por palavra, pois o meu nervosismo no momento da pergunta não me permitiu lembrar de ligar o gravador (erro mortal para quem quer ser jornalista, espero que nenhuma professora minha leia isso).

Logo no começo do bate-papo, Victoria contou como ela se relacionava com seus colegas de turma na época da faculdade. Para eles, o desejo que Victoria tinha de trabalhar com beleza era uma coisa estranha e impensável, mas ela não se importava com isso. Achei a deixa perfeita e perguntei como, levando em conta que a faculdade nos ensina o modelo tradicional de jornalismo, podemos praticar nosso interesse em escrever sobre beleza para revistas.

Victoria foi muito direita em sua resposta e12105816_898255836895882_784873952472527742_n vou levar a resposta comigo para sempre. Ela falou que é muito bom que eu já tenha uma boa ideia do que eu quero, muita gente termina a faculdade sem se encontrar, mas que eu preciso ter calma. Ela contou sobre como ela dava um jeito de abordar beleza nos trabalhos que os professores passavam e disse que o curso de jornalismo é extremamente importante, pois nos ensina ética, tipos de texto, apuração, como selecionar pautas, entre outros. “E, claro, não desista”, concluiu Vic.

O bate-papo com ela concretizou minha ideia de começar esse blog e me deixou ainda mais encantada pela área e por beleza. O livro também é um must para todo mundo – iniciantes, experientes, quem tenta e não consegue, desistentes.  A linguagem de Vic é clara e direta ao ponto, como a excelente jornalista que ela é. Vou guardar a foto, o autógrafo e as lembranças com muito carinho e como inspiração eterna.