Dicas de maquiagem: tudo que aprendi a usar com drag queens

Hello, amores! Tudo bem?

Nos favoritos de julho eu contei pra vocês que tinha assistido várias temporadas do reality show RuPaul’s Drag Race. Eu sempre prestei muita atenção em como as queens mudam a estrutura do rosto com maquiagem, mas fiquei curiosa pra ver como era esse processo de transformação. Caí em um buraco negro no YouTube e aprendi tanta coisa que resolvi compartilhar algumas das lições mais legais.

Maquiagem de drag queens é, querendo ou não, a forma artítisca como elas escolhem se expressar, então normalmente há um conceito e ideia por trás do que elas fazem, seja da personagem que elas incorporam ou do look em questão. No dia a dia, eu não uso nem um quinto da quantidade de produtos que elas usam, mas quando posso, tento também ter uma ideia por trás do que eu faço nos olhos, mesmo que seja mais básico.

Muitas dessas dicas podem sim ser incorporadas em sua rotina de maquiagem sem que o resultado seja tão exagerado quanto o dela, mas com certeza dão um acabamento mais legal ou até fazem você se divertir mais com os produtos e o look.

  • Trabalhar com camadas

Eu sempre pensei muito em maquiagem como um conjunto e nunca separei muito as etapas, afinal a meta é um bom resultado final, não é?! Mas acontece que cada passo faz a diferença na hora da construção do look. Agora, me preocupo com cada etapa como se fosse única, desde a prepação da pele até a última passada de batom. Quando tenho tempo, até espero um pouco entre uma camada e outra para dar tempo de o produto esquentar e “assentar na pele”.

Espero quinze minutos entre o primer e a base, dez minutos entre base e corretivo e depois ainda deixo o pó baking na pele (mais sobre isso abaixo) por uns vinte minutos. Isso também acontece na hora de criar o esfumado nos olhos. Não necessariamente espero entre uma camada de cor e outra, mas trabalho em cada uma delas individualmente um pouco mais, esfumo mais, adiciono mais cor, me preocupo mais na hora de ir criando o passo a passo e não apenas visualizo a meta final.

  • União creme + pó

Como tenho a pele oleosa, sempre tive o pé atrás com produtos em creme, mas acontece que, ao ser aliado com um produto em pó, o resultado final fica muito mais marcante e bem acabado. Da mesma forma que a gente sela o corretivo com o pó, é possível fazer um contorno em creme e selar com um pó de contorno e criar camadas de iluminador acima de uma base em creme (mas sobre isso eu já tinha falado antes).

Além de isso garantir que nenhum produto vai sair do lugar, o acabamento fica muito mais polido. Sim, no caso do contorno, há a chance ficar marcado, mas aí é só ter cuidado com a quantidade de produto aplicado. Para tirar fotos, essa técnica é muito melhor porque dá uma “presença” a mais aos produtos.

  • Baking

Eu já conhecia a técnica de baking e já tinha visto outras pessoas fazerem, mas nunca tinha tentado muito. Quando eu vi o QUANTO de baking que drag queens fazem, fiquei muito tentada a testar de verdade, porque faz realmente muita diferença para elas. A técnica consiste em aplicar uma camada bem extra de pó por cima da base ou corretivo, a ponto de você ficar parecendo um fantasma.

Então você deixa o pó no rosto, formando mesmo um filme em excesso de pó, por uns 20 ou 30 minutos. A base vai secar com ajuda do pó, que esquenta com a temperatura da pele e se une muito melhor, deixando o acabamento impecável. Além disso, também segura a oleosidade por mais tempo e evita que a base ou corretivo derretam no rosto. Também pode ser utilizado para iluminar a área central do rosto e abaixo dos olhos, selando o corretivo.

  • Mistura de cores

Essas aulas que tive com as queens também me tiraram da zona de conforto na questão do uso de cores. Eu nunca usava muita cor, era sempre nude e tons de rosa, mas além de ter comprado a paleta da Jaclyn Hill que tem cores lindas, eu fiquei super inspirada pelas criações super extravagantes e artísticas delas. Algumas cores que eu não vejo como poderiam combinar, como roxo e laranja, ficam muito lindos quando usadas corretamente.

Comecei a arriscar mais nas cores, buscar tons mais vibrantes e testar misturas menos convencionais. Acaba se tornando uma forma muito divertida de se expressar, quase como pintar um quadro, porque você deixa a escolha de cores falar por você. Deixei de lado o pensamento de que certas coisas simplesmente não são usáveis, porque são sim, basta usar.

  • Traços exagerados

Não tem pra onde fugir, a make das drag queens é mesmo exagerada, colorida e marcada. Eu provavelmente pareceria uma pessoa louca se eu tentasse usar a quantidade de coisa que elas usam em um passeio no parque, mas em relação ao traços mais livres e sem tanta fixação pela delicadeza, eu acabei aprendendo a não ter medo do que pode ser considerado exagerado.

Sim, uma sombra verde neon com delineador rosa é demais, mas é uma forma de expressão artístisca, então e daí?! Não há regras na maquiagem, quem cria os limites somos nós, então deixei pra lá o medo de “nossa, coloquei rosa demais” e aceitei que não há nada de errado nisso. Esse pensamento tornou o processo de me maquiar muito mais divertido, porque larguei da tensão de ter que fazer cada traço perfeitamente perfeito.

  • Liberte-se da perfeição

Esse ponto tem a ver com o anterior. Muitos dos tutoriais de maquiagem que assisti davam um close na maquiagem das queens e era possível ver que algumas delas não se preocupavam muito em deixar o traço do delineado em uma linha completamente reta e perfeita ou não ligavam para um borradinho de rímel. O que elas estão buscando é a imagem sem zoom, sem detalhes, vista quando elas estão no palco se apresentando.

Claro que eu não me apresento em palcos, mas assim como a técnica anterior, essa tranquilidade delas fez com que eu relaxasse um pouco também. E sabe o que aconteceu? Fui fazer um delineado (coisa que me mata toda vez, tenho bastante dificuldade) sem muita preocupação de acertar e ACERTEI EM CHEIO, ficou no lugar certo e o gatinho saiu sem nenhum borrado. Eu diria até que os dois lados ficaram simétricos também.

A maior lição é que maquiagem é mesmo uma coisa super divertida que serve como sua forma de se expressar, sem medo de como vai ficar. Juntando todas essas dicas que aprendi com elas, as últimas maquiagens que eu fiz me deixaram super orgulhosa, pois percebi uma diferença qualitativa muito grande, até andei postando lá no instagram alguns dos looks que criei (@conversasdepenteadeira). Espero que você teste algumas dessas dicas também e se divirta sem medo de nada, afinal depois é só passar sabonete que sai.

Anúncios

Converse!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s