Retrospectiva 2016

Que 2016 foi um ano complicado todo mundo sabe. Mas mais do que isso, ele foi um ano de aprendizado para todos. Acho que tivemos que aprender a ser solidários, pois muitas pessoas foram vítimas de tragédias inimagináveis. Tivemos que nos unir e aprender a agradecer quando nos vemos em situações privilegiadas.

image

Primeira selfie de 2016

Mas eu diria que nada faz a gente aprender tanto quanto quando nós mesmos somos colocados em situações que nos tiram do nosso conforto. Nada como sentir na pele. Esse ano eu aprendi e percebi algumas coisas que eu não entenderia se alguém simplesmente me dissesse. Eu já havia falado há algum tempo que escolhi sair do meu emprego anterior para seguir a carreira de jornalista – mas essa decisão não foi nada fácil, apesar de ter sido de coração.

Foi aí que eu experimentei o que é ter medo das coisas darem errado. O imprevisível é uma coisa terrível. Mas com essa experiência eu entendi que não preciso ter medo se eu estiver fazendo uma coisa de coração e que eu acredite ser o correto para mim. Contanto que eu não faça nada que prejudique os outros, qual é o problema? Quando o coração manda, a gente obedece. Em momento nenhum eu me arrependi da decisão que tomei no primeiro semestre e sei que escolhi certo.

Outra coisa que eu percebi esse ano foi que muitas coisas na vida nos levam para lugares que não são necessariamente o que a gente quer. Pode até ser uma coisa muito boa, mas não tem nada a ver com o que a gente projeta para o nosso futuro. Chega um momento que parece que você está tentando nadar contra a corrente, mas acho que preciso aprender a dar braçadas mais fortes para que eu possa ir pelo caminho que eu quero – e não pelo caminho que a vida quer que eu vá.

image

Última selfie de 2016

Porém, isso não significa dizer não a oportunidades. A gente nunca sabe muito bem a diferença que certas decisões tem na vida da gente, então não vale ficar dizendo não a tudo só porque não está relacionado ao que a gente planeja pro nosso futuro. Lembra o que eu falei sobre planos a curto, médio e longo prazos? Pois é, vamos focados nos de longo prazo, mas sem esquecer daquele projeto massa que apareceu pro mês que vem.

2016 não vai deixar saudades, mas já deixou muitos ensinamentos.

Anúncios

Um comentário sobre “Retrospectiva 2016

Converse!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s