Resenha: batom líquido metalizado da Dailus

A nova onda do momento são batons com efeito metalizado e a Dailus, que não está mais ficando para trás quando o assunto é tendência, correu para pegar o bonde. Com nova fórmula, novo acabamento e nova embalagem, a marca promete um efeito aveludado e 12 horas de duração. Eu já tinha o Colan Marsala da versão antiga e vou comparar os dois para vocês saberem se o pulo da Dailus foi certeiro ou se eles caíram de cara de no chão.

DAILUS

Eu tive muita dúvida sobre que cor comprar, mas optei pela Cereja Retrô que é uma cor mais segura. Fiquei super animada para testar e no dia seguinte já fui usar ele. Como sempre faço quando sei que vou usar batom líquido, fiz esfoliação nos lábios e passei pomada Bepantol logo antes de começar a make e deixei até o fim, que é quando eu aplico batom.

Antes de aplicar, tiro 98% da pomada e espero os lábios ficarem mais sequinhos para só depois aplicar o batom. Porém, nem assim esse cedeu. Logo na primeira passada a cor ficou super desigual e quando eu tentava passar outra camada por cima, ela tirava a que estava embaixo. Depois de muito lutar e aplicar na boca toda, fiquei super decepcionada com o resultado. A cor ficou toda desigual. Tirei tudo e saí de casa com outro batom.

DAILUS 1

No dia seguinte, sem aplicar pomada nem nada, tentei de novo. A aplicação foi menos complicada, mas ainda assim o tom ficou um pouco desigual. E também foi com muito tristeza que eu descobri que o acabamento desse batom não fica bom em mim. Eu tenho muito textura nos lábios e, como ele cintila, chama muita atenção para isso  e eu não gosto. Mas como eu tinha que testar mesmo assim, tentei deixar isso pra lá e saí.

Me arrependi uma hora depois. A duração dele é terrível, antes mesmo de chegar ao meu destino a parte interna da boca já estava esfarelando toda e ficando irregular. Depois que comi uma pipoca então acabou o batom, ficou saindo em pedacinhos. Não saiu completamente, mas fica muito assimétrico na parte interna do lábios. Fui ao banheiro e tirei ele todo.

O que eu achei mais estranho é que o Colan Marsala não tinha isso. É uma cor muito mais escura, mas a aplicação é super uniforme e não fica craquelando na parte interna da boca. Achei que a fórmula antiga dura muito mais que essa nova, que é a que promete durar 12 horas. Normalmente esperamos que as coisas mudem para melhor, não é? Mas estou muito decepcionada com esse produto da Dailus. Pensei até em comprar um sem esse efeito metalizado para ver se o problema é só nele, mas já ouvi de algumas blogueiras que não é; é a fórmula nova mesmo.

Você testou algum desses batons novos? Deixa aqui nos comentários.

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha: batom líquido metalizado da Dailus

Converse!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s